Cara Em Sua Primeira Capa da Vogue

cara-delevingne-vogue-1

Oi Meninas, Tudo bem?

Na próxima edição da Vogue Americana, Cara Delevingne estreia sua primeira capa na revista.  Ela conta em entrevista, pela primeira vez, sobre seu amor pela sua namorada, a cantora St. Vicent, além de falar sobre como foi se sentir atraída por mulheres, alegando que tudo mudou quando conheceu a cantora.

No ensaio realizado pelo Patrick Demarchelier, conta com o Nat Wolff, seu parceiro no filme “Cidades de Papel” (já tem resenha aqui no blog) que estreia dia 9 de julho. Lembrando que a estreia será antes no Brasil e que o Nat e o escritor John Green estarão no país para divulgação.

cara-delevingne-vogue-9

Durante a entrevista, Cara confessa que ao 15 anos passou por uma onda de depressão e ansiedade. “Eu nunca me cortei, mas me arranhava a ponto de sangrar. Eu só queria desmaterializar e ter alguém pra me fazer desaparecer“,“Fumei muita maconha quando era adolescente, mas eu era totalmente consciente com ou sem drogas“, afirma. Para tentar se livrar da doença, a modelo teve vontade de ser atriz. 

cara-delevingne-vogue-3

Ser modelo surgiu de um convite de um amigo de seu pai, um agenciador, porém, mesmo começando uma carreira, Cara ainda era infeliz. Foi tão sério que a modelo já quase chegou a se suicidar “Era tipo, se nada é bom por muito tempo, eu prefiro destruir isso. Eu estava fazendo as malas e, de repente, eu só queria acabar com aquilo. Eu tinha uma solução, e estava bem na minha frente“, conta.

Ela só não chegou às vias de fato porque uma música que tocou no funeral de um amigo começou a tocar no seu computador. “Foi como se fosse um aviso dele pra mim, e isso me deixou furiosa comigo mesma“.

cara-delevingne-vogue-4cara-delevingne-vogue-2 cara-delevingne-vogue-7 cara-delevingne-vogue-5 cara-delevingne-vogue-10

A revista também divulgou um vídeo muito legal, onde diversos amigos da modelo falam sobre sua amizade. No vídeo tem Taylor Swift, Nat Wolff, Pharrell Williams, Kendall Jenner, Rebl Wilson, Selena Gomez, Gigi Hadid, Ben Stiller entre outros.

Bjss

001

Pretinho Básico

blog

O Pretinho Básico é um clássico na Moda. Coco Chanel é considerada a criadora deste modelo, nos anos 20, transformando essa peça em uma ícone da elegância.

Foi considerado pela Vogue americana como o “Ford” da Chanel , “o vestido que o mundo inteiro vai usar”, vestido por qualquer mulher, de todas as classes sociais. 

O Pretinho, que antes era referência ao luto, nas mãos da Chanel virou um vestido para o “Happy-Hour”, eventos mais casuais.

O modelo do vestido original tirava a necessidade do uso do espartilho, não tendo mais aquele formato de ampulheta. Agora, o Pretinho Básico acentuava o busto do corpo. Por ter esse formato, permitia a utilização de colares que davam várias voltas no pescoço, tendência da época e símbolo da Chanel. 

A barra do vestido era mais curta, mas como era uma época conservadora, para amenizar as medidas, o vestido havia uma Bainha Assimétrica, com uma fileira de miçangas com comprimentos variados. Para completar, usava-se uma meia calça transparente por debaixo do vestido.

Devido a este vestido, ocorreu um melhoramento na confecção das meias calças, pois antes estragavam com uma maior facilidade. 

Hoje, o Pretinho Básico virou um must have de qualquer guarda roupa feminino.

O legal deste vestido é a cor, pois vai com tudo, permitindo diversas combinações entre acessórios, sapatos e maquiagem.  Além de poder ir a qualquer evento que o vestido ficará adequado.

E ai, vocês já possuem seu Pretinho Básico?

Bjss

Marcela